Estudante, bem-vindo a computação em nuvem: Parte 2

Olá, esse é o segundo artigo que escrevo sobre recursos da nuvem Microsoft Azure que estão disponíveis para estudantes de escolas técnicas, faculdades e universidades. No primeiro artigo descrevi como encontrar a loja virtual da sua escola e também como ativar sua assinatura Microsoft Image no Azure.

Conhecendo o portal Azure

Bom, se você conseguiu ativar sua conta no Microsoft Azure, acredito que esteja ansioso para começar a usar os recursos que são disponibilizados para você. Vamos começar acessando o portal Web do Azure e descobrindo o que temos disponível. Note que temos:

  • Do lado esquerdo, um painel menu com vários recursos oferecidos pelo Azure.
  • No centro, um painel onde são exibidos, no formato de blocos, os recursos criados na sua conta Azure, integridade de serviços Azure (se a nuvem está funcionando) pelo mundo, vários materiais que trazem uma introdução sobre os principais recursos da nuvem, além do marketplace que é a loja do Azure. Note também que você pode criar, editar, compartilhar além de excluir seu painel. Enfim, esse painel você pode customizar do jeito que quiser.
  • Na parte superior direita, os detalhes da sua conta e opções para alterar a senha e exibir sua fatura (que no caso da conta Microsoft Imagine de estudante, não tem custo).

Você pode alterar o idioma do Microsoft Azure clicando no ícone de configurações e definindo o idioma.

Criando um novo recurso

Prosseguindo, vamos criar um novo recurso.

  1. Clique em “+ Novo”.
  2. Serão exibidos na lateral esquerda todos os recursos disponíveis, agrupados em categorias.
  3. Para a assinatura “Microsoft Imagine”, temos disponível somente o recurso “Aplicativo Web” da categoria “Web + Celular”.
  4. Clique em “Aplicativo Web”.
  5. Serão solicitadas informações gerais sobre o recurso “Aplicativo Web” que iremos criar.
  6. Primeiro, você deve fornecer um nome único, que irá compor a URL do subdomínio do nosso site.
  7. Para a assinatura, vamos usar a “Microsoft Imagine” (depois irei mostrar como adicionar novas assinaturas Azure na sua conta).
  8. Definir um novo Grupo de Recursos, que permite organizar melhor os recursos que você cria na nuvem.
  9. Ative o “Application Insights” que irá permitir obter informações mais detalhadas do aplicativo Web e irá ajudá-lo a gerenciar o seu aplicativo Web e corrigir problemas.
  10. Por fim, marque a opção “Fixar no painel” para adicionar esse novo recurso no seu painel inicial do Azure.
  11. Você será redirecionado para o painel inicial e seu novo aplicativo Web será criado em menos de um minuto.

Conhecendo meu Aplicativo Web

Depois de criado o recurso Aplicativo Web, você deverá ser redirecionado para a página com informações sobre esse recurso (você também pode acessá-lo clicando no bloco do seu aplicativo no painel do Azure ou também via item “Todos os Recursos” no menu esquerdo do portal do Azure):

Para “Visão geral”, temos algumas informações de fundamentos do recurso. Dentre eles:

  • Um link para página com todos os recursos do nosso Grupo de Recursos onde o Aplicativo Web foi inserido;
  • O Status atual do serviço e em qual localidade ele se encontra dentro da nuvem Azure;
  • O nome da assinatura, que no caso é do Microsoft Imagine, assim como o ID da assinatura;
  • A URL para a página Web inicial do nosso aplicativo;
  • O plano de serviço, que no caso é gratuito;
  • Informações de implantação como usuário FTP, host FTP e host FTPS.

Ao clicar no hyperlink da URL, será aberta a página inicial do Aplicativo Web:

Configurando o meu Aplicativo Web

Ainda na página do Aplicativo Web, você irá encontrar o item “Configurações do Aplicativo” que possui várias configurações como, por exemplo, qual código dinâmico iremos publicar no servidor. Você pode especificar .NET Framework, PHP, Java e Python. Vamos por exemplo, definir o Java.

  1. Após acessar o item “Configurações do aplicativo”, escolha a versão do Java que deseja utilizar. No meu caso vou escolher a versão Java 1.8.
  2. Note que várias opções foram desabilitadas e surgiu a opção “Contêiner da Web” que é o servidor Web onde a aplicação Java será publicada. Selecione a versão mais recente do Tomcat.
  3. Salve as alterações de configuração do seu Aplicativo Web.
  4. O recurso será reiniciado e, se você acessar novamente a página inicial do aplicativo, você verá agora uma nova página mostrando informações do Java:

    Note que a página possui links para documentos que irão instruí-lo em como fazer a implantação do seu código Java no Aplicativo Web. Segue link: https://docs.microsoft.com/pt-br/azure/app-service-web/web-sites-deploy

  5. Ainda um outro item presente na página do seu recurso Aplicativo Web é o Console.
  6. Através deste item você consegue acessar a linha de comando do seu aplicativo Web para, por exemplo, descobrir como estão estruturados os diretórios. No caso do projeto Java, note que o local onde iremos publicar o projeto é “D:\home\wwwroot\webapps\ROOT”.
  7. Outras configurações do Aplicativo Web que ainda temos são as de autenticação/autorização, backups, trabalhos Web, notificações Push e MySQL no aplicativo. Iremos explorar algumas dessas configurações em próximos artigos desta série.

Como vamos desenvolver o projeto localmente antes de enviar para o Azure, é necessário ter instalado em nosso ambiente de desenvolvimento o Tomcat. Baixe a versão do Tomcat compatível com aquela que você definiu na configuração do seu Aplicativo Web. Acesse https://tomcat.apache.org/.

Publicando minha aplicação Web

São várias as maneiras de publicar sua aplicação Web na nuvem Azure e uma delas é usando FTP. Se você abrir o item “Visão geral” do seu Aplicativo Web, irá notar que há uma URL para o servidor FTP onde é possível realizar a publicação. Outra opção ainda é através do Git, OneDrive, Dropbox, Visual Studio Team Services, etc. Aliás, no próximo artigo iremos explorar o Visual Studio Team Services justamente demonstrando como fazer essa publicação por lá. Mas aqui vamos explorar a publicação usando o Git.

  1. Primeiro temos que definir as credenciais de publicação. Do seu Aplicativo Web, acesse o item “Credenciais de implantação” e defina um nome de usuário e senha:
  2. Essas credenciais se aplicam tanto para acesso ao Git como FTP.
  3. Em seguida, acesse o item “Opções de Implantação”, clique em “Escolher Código-fonte” e então selecione “Repositório Local do Git”. Não esqueça depois de confirmar a alteração em “Origem de Implantação”.
  4. Depois disso, se voltarmos para o item “Visão Geral” do nosso Aplicativo Web, será exibida uma propriedade “URL de clone de Git” que é a URL do nosso repositório Git. Guarde esta URL pois precisaremos dela daqui a pouco.
  5. Pronto, agora esse repositório está definido e tudo que colocarmos lá será gravado naquele diretório que padrão que acessamos via “Console” anteriormente. E como se trata de uma aplicação Web Java a ser publicada no Tomcat, precisamos tão somente disponibilizar essa aplicação na pasta “webapps” disponível no nosso Aplicativo Web no Azure.
  6. Voltando para nosso ambiente de desenvolvimento, basta agora criarmos o projeto Java Web, fazer a construção do projeto, preferencialmente gerar arquivo de implantação “.WAR” e publicar na pasta “webapps” do repositório Git remoto que acabamos de definir.
    • No Eclipse
      1. Criar a aplicação Web Java e programar sua aplicação. No meu caso vou criar somente um HttpServlet para depois acessar através do meu Aplicativo Web Azure:

      2. Agora, vamos acessar a perspectiva Git (Window > Perspective). Nela, clique em “Clone a Git repository”. Será mostrada uma caixa de diálogo onde você irá colocar aquela URL e as credenciais de acesso ao repositório Git, que definimos a pouco:

        Se ocorrer erro de conexão, certifique-se que seu proxy de rede ou Firewall não estão bloqueando o acesso

      3. Selecione o branch. No nosso caso é só o “master”.
      4. Defina o caminho local onde será criado seu repositório. Por conveniência, podemos definir como subpasta dentro do nosso próprio projeto Eclipse:

        Note que a cópia local do repositório possui a pasta “webapps” que é onde iremos colocar nosso conteúdo a ser publicado.

      5. Agora, volte para a perspectiva Java EE, acesse o menu de contexto de seu projeto e selecione o item “Export > WAR file”. Defina como destino a pasta “webapps” contida dentro da cópia local do repositório Git que acabamos de clonar.
      6. Agora abra a View “Git Staging” (via perspectiva “Git” ou adicionando na perspectiva JavaEE através do menu “Window > Show View > Other > Git Staging”
      7. Mova o arquivo “.war” de “Unstaged” Changes para “Staged Changes” (ou selecione o item “Add to Index” do menu de contexto do arquivo.
      8. Defina uma mensagem de commit e depois clique em “Commit and Push”:
      9. Voltando para nosso Aplicativo Web Azure, se você selecionar o item “Opções de implantação”, verá seu commit lá. E se acessar a URL do seu Aplicativo Web Azure, verá que sua aplicação Web foi publicada:

        Note que estamos acessando o caminho de contexto “byeclipse/MainServlet” para acessar nossa aplicação conforme desenvolvemos localmente.

    • No Netbeans
      1. No Netbeans o procedimento é similar ao Eclipse. Após criar sua aplicação Web Java e HttpServlet, acesse o menu “Team > Git > Clone”.
      2. Será mostrada uma caixa de diálogo onde você terá que fornecer aquela URL Git, que obtemos do nosso Aplicativo Web no Azure, além das credenciais. Já em “Clone into”, defina a pasta de seu projeto Netbeans:

      3. Depois, clique no projeto Netbeans e acesse o item de menu “Run > Build Project”. Será gerado um arquivo “.WAR” na pasta “dist”.
      4. Acesse agora a aba “Files” no explorer do Netbeans e mova o arquivo “.war” gerado para a pasta “webapps” do seu repositório clonado.
      5. Agora acesso o item de menu “Team > Commit…”. Será aberta uma caixa de diálogo onde você deverá definir uma mensagem de commit e depois clicar no botão “Commit”.

      6. Depois disso, envie a mudança para o repositório remoto através do menu “Team > Remote > Push…”. Será aberta uma nova caixa de diálogo onde você irá confirmar o repositório, o branch e depois finalizar o envio.
      7. Pronto! Se voltarmos para nosso Aplicativo Web no Azure, você verá que temos mais um commit lá. E se acessar a URL do seu Aplicativo Web Azure, verá que sua aplicação Web foi publicada:

        Note que estamos acessando o caminho de contexto “bynetbeans/MainServlet” para acessar nossa aplicação conforme desenvolvemos localmente.

Conclusão

Nesse artigo você ficou conhecendo o serviço Aplicativo Web do Azure e viu como fazer a publicação de uma aplicação Web Java nesse aplicativo. Nos próximos artigos vamos explorar ainda outros recursos disponíveis para sua conta Microsoft Imagine como, por exemplo, o Microsoft Visual Studio Team Services, que fornece uma outra forma mais interessante de realizarmos a publicação de nossas aplicações na nuvem. Até lá!

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s