O que é Computação Cognitiva e como impactará o design

A melhor descrição que achei até hoje sobre o que é computação cognitiva vem do site WhatIs.com, eles descrevem computação cognitiva como “uma simulação de processos do pensamento humano em um modelo computadorizado”. E o que isso quer dizer? É o pensamento humano realizado por máquinas? Na verdade, a computação cognitiva envolve sistemas de autoaprendizado onde se utilizam a mineração de dados, o reconhecimento de padrões e o processamento de linguagem natural (PLN) para tomada de decisões. Com base em informações,  um computador, sistema ou software podem antecipar problemas e buscar por soluções sem necessidade de interação humana.

Mas o que é isso significa? Vamos começar descrevendo aprendizagem de máquina. Esta é uma área da inteligência artificial que permite o computador aperfeiçoar seu desempenho em alguma tarefa usando a mineração de dados.

E, resumindo, podemos descrever mineração de dados como sendo pesquisas que se utilizam de métodos estatísticos específicos para extrair e revelar informações relevantes a partir de dados que em um primeiro momento podem não parecer relevantes. Agora vamos ser sinceros, desde que se deu início à inclusão digital nunca houve tantos dados para as máquinas analisarem, hoje somos grandes produtores de conteúdo, e não digo só de blogs, posts, artigos e conteúdo de pesquisas, os chamados “conteúdos de qualidade”. Nós produzimos de tudo! De fotos para o facebook, twittes e vídeos engraçadinhos no youtube, tudo são dados, tudo é informação que pode ser analisada e usada para que os sistemas entendam nosso comportamento, gosto pessoal e nosso conhecimento adquirido!

Mas o que eu posto na internet tem a ver com computação cognitiva?

Tudo que vai parar na internet é informação que pode ser usada para alimentar um sistema, muitos sites já utilizam suas informações para definir e filtrar o conteúdo que você vai ver nas redes sociais, por exemplo, dos amigos que você segue mais até propaganda que seja do seu interesse, para alavancar vendas eles analisam seu perfil, tudo que você posta ou curte vira informação!

Mas nem tudo tem a ver com consumo, tudo que produzimos gera informação sobre o comportamento humano e isso é utilizado para que os computadores absorvam essas informações e possam se relacionar melhor com nós, seja para nos ajudar com a agenda cheia via assistentes pessoais, ajudar a nos alimentar melhor e até mesmo reconhecer quando estamos passando por uma situação de medo. A Computação Cognitiva junto com a neurociência irá permitir que as interações naturais e contextuais aumentem e agreguem nova experiências na interação homem-máquina utilizando e unindo as funções hepáticas humanas como visão, fala, interpretações das linguagens e emoções. Para mais informações sobre funções hepáticas acessem esta apresentação.

Podemos observar que a computação cognitiva já nasceu centrada no usuário, é inteira baseada nas funções hepáticas humanas e sua principal missão é tornar as interações homem-máquina naturais para o homem e sensibilizar a máquina.

Mas o que o designer tem a ver com isso?

Cada vez mais estão sendo realizados trabalhos e publicados artigos que nos mostram que devemos repensar as interações, focando cada vez menos nas interfaces. Estão certos! Agora vamos parar e pensar um pouco. No futuro, cada vez menos as pessoas precisarão estar focadas em uma tela de computador, tablet ou smartphone. Isso porque, as interações com estes dispositivos estão mudando: de algo que exigia toda nossa atenção (como preencher um formulário) para algo que está lá pronto para nos atender a partir de comandos de voz simples ou nos servindo com informações com base em dados do nosso dia-a-dia. As interações estão cada vez mais focadas nas funções hepáticas: quando precisamos encontrar algo na agenda chamamos a Cortana, quando queremos abrir o Xbox basta chamá-la, assim podemos dizer dos assistentes pessoais Google e Siri. Imagine um viajante do tempo, que volta para os dias de hoje interagindo com as tecnologias atuais? Seria mais ou menos com esta cena do Star Trek 4

As empresas estão testando comercialmente bots para atuarem como atendentes on-line, você pode não saber, mas provavelmente já deve ter tirado uma dúvida com um deles! A Microsoft tem um conjunto de APIs de Serviços cognitivos onde um bot pode entender tópicos além de aprender a reconhecer o desejo dos usuários por traz de uma frase, e fazer recomendações diretamente ligadas ao seu perfil. Também é possível analisar a satisfações dos clientes através de posts nas diferentes redes sociais e monitorar a satisfação dos usuários onde eles realmente falam a verdade sobre como se sentem sobre a sua marca!

Ainda há muito a ser descoberto sobre o relacionamento homem-máquina, mas estamos caminhando para que as maquinas aprendam sobre o comportamento humano, o conhecimento cresça e seja sólido assim como a escrita deixou sua marca na evolução do conhecimento, é bem possível que haja uma revolução sobre o conhecimento exponencial humano com o aprendizado de máquina, inteligência artificial e o processamento das linguagens naturais.

Gostou, quer saber mais sobre o assunto? Aqui vai links e filmes onde é abordado a computação cognitiva:

Filmes e Livros (lazer)
Lembrando que a fantasia e imaginação não tem limites para filmes, mas estes temas são muito bem abordados e mostram visões diferentes e interessantes sobre o tema de computação cognitiva e inteligência artificial.
Ex-Machina | Filme aborda o teste de Turing de maneira delicada e excelente! - Não recomendado para menores de 14 anos
Ex-Machina | Filme aborda o teste de Turing de maneira delicada e excelente! – Não recomendado para menores de 14 anos
Quer saber o que já está sendo feito com isso?
Artigos interessantes
Dica

As APIs de Serviços Cognitivos da Microsoft são de graça e você pode usar no seu aplicativo, site ou sistema e começar a brincar com o futuro.

 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s