O futuro do Design – Zero UI

Para o bem ou para o mal os dias das interfaces gráficas, ou como gostamos de chamar: User interface estão para acabar, falo isso com base na gama de produtos que estão sendo lançados, como os assistentes pessoais e devices que usam a chamada NUI – Natural User Interface.

Para quem não sabe, NUI ou Natural User Interface é um conjunto de interações humano-computador onde o usuário pode operar e interagir com sistemas usando ações intuitivas, relacionadas ao comportamento natural. Por exemplo, o gesto que fazemos para pegar um objeto normalmente é fechar a mão em cima do objeto, e empurrar a mão para frente quando for pressionar um botão. Existe um filme de 2002 chamado Minority Report , onde Tom Cruise é um policial que se utiliza de um sistema de vigilância extremamente avançado capaz de prever crimes antes que eles aconteçam. Ele foi e ainda é uma referência para muitos designers e desenvolvedores. Além de que, traz muitas ideias futuristas e bem à frente de seu tempo, este filme repensa a interação do homem com a tecnologia e foi produzido há 14 anos atrás cheio de efeitos e interações que eram considerados impossíveis, mas que, cada vez mais percebemos que a visão futurista mostrada foi condizente com os dias atuais. Quem tem o Kinect para Xbox já pode dizer que está a um passo de viver como Tom Cruise no filme, pois já conhece as interações naturais. E para quem ainda não viu nada a respeito, eu aconselho assistir o vídeo de demonstração do Hololens:

Em uma conferência que aconteceu em San Francisco, chamada SOLID, que trata de assuntos de hardware, software e internet das coisas – Andy Goodman, diretor do grupo Fjord, compartilhou sua experiência com este novo paradigma de design, trabalhar com interação de objetos sem usar touch, ou uma tela disponível. Ele cita que o uso de tato ou percepção de um objeto e sua manipulação é chamado Haptic, e é muito usado para sistemas que trabalham com automatização e interfaces de ambientes. Para este tipo de interação em sistemas onde não é interações com uma tela, interface ou uma máquina com botões analógicos, ele deu o nome de Zero UI.

 

Mas o que é zero UI?

Zero UI não é uma ideia totalmente nova, pelo menos para os usuários da Microsoft. Como citado antes, com o Kinect o usuário pode interagir com um objeto que na verdade não existe, Ele também pode abrir aplicativos usando a Cortana no windows 10 e futuramente poderá criar objetos tridimensionais usando somente a mão com o Hololens. Porém eu já ouvi questionamentos sobre a tela de feedback, isso não é uma UI? Não. Porquê o que o usuário está vendo na tela é um feedback do que ele está manipulando, na verdade o usuário está somente gesticulando no ar, não está usando nada físico como um mouse, caneta, controle ou joystick. A tela é só uma representação visual para guiar o usuário. O que está acontecendo na verdade é que uma câmera captura os movimentos e faz as traduções em comandos usando visão computacional, controle de voz e até uma certa inteligência artificial. Andy Goodman prevê cada vez mais estes tipos de interações.

Agora vamos voltar um pouco ao passado e relembrar o começo da computação. Naquela época não havia tela, a interação era difícil e o manejo com as máquinas só era possível para especialistas. Hoje podemos ver que houve um enorme avanço para diminuir a complexidade de uso, resultado de uma série de tentativas bem sucedidas para tornar o uso dos computadores algo acessível a todos e universal. Finalmente hoje as máquinas estão bem próximas de começar a interpretar nossas linguagens naturais – gestos, palavras, voz e comportamentos – é sobre isso que se trata Zero UI.

 

Como a Zero UI vai mudar o design?

De acordo com Goodman no artigo “What is Zero UI and Why is it crucial to the future of design” – da Co.Design, Zero UI representa uma nova dimensão para o design. É um salto em que o designer vai do design flat atual às novas possibilidades. Isso nos leva a algo além do bidimensional, onde o profissional precisará trabalhar mais sobre o workflow do usuário, o que ele está tentando fazer, o que ele pode fazer a partir daí e, com base no aprendizado de máquina, antever o melhor caminho a seguir a partir das tomadas de decisões anteriores deste mesmo usuário. E algo onde qualquer superfície pode virar uma tela e o usuário poderá fazer trabalhos não lineares em mais de 2 dimensões, a Microsoft já tem ótimos produtos para este mercado: o Kinect, a Cortana, Surface HUB, a Microsoft Band e o Hololens.

Tente imaginar as possibilidades de aplicativos que podem ser criadas para estes produtos e como você projetaria aplicativos para eles? Como seria a interação, o fluxo de navegação? Pense em como seria o retorno que o seu aplicativo daria para seu usuário? Seria visual, com voz, seria tátil? Vamos começar a usufruir das infinitas possibilidades de não precisar mais usar as mãos para tudo, de ir além das interações touch e repensar os aplicativos atuais e como eles seriam sem interface? Como eu interagiria com eles de maneira mais eficiente? Vamos nos provocar a pensar “fora da caixa” desde já, porque ao que tudo indica, as interfaces nunca mais serão como estamos vendo hoje. Então onde estaremos quando este dia chegar? Vamos estar preparados ou o designer irá sumir e dará lugar a outro profissional?

As interfaces como conhecemos hoje: botões, ícones, etc. dará lugar a uma forma totalmente nova de interação que exigirá ainda mais do profissional de design e desenvolvimento de aplicativos? Tenho certeza que estes profissionais ganharão novas habilidades, e isso valorizará ainda mais dentro das empresas de TI! Concordam comigo? Deixe sua opinião aqui também!

Comparação da cena do filme: Minority Report X Tecnologias Microsofts atuais
Comparação da cena do filme: Minority Report X Artefatos atuais e tecnologia Microsoft

Referências:

https://www.fjordnet.com/conversations/zero-ui-and-our-screen-less-future/ | de Janeiro de 2016

http://www.imdb.com/title/tt0181689/ | de Janeiro de 2016

http://www.fastcodesign.com/3048139/what-is-zero-ui-and-why-is-it-crucial-to-the-future-of-design | de Janeiro de 2016

https://www.usertesting.com/blog/2015/08/24/designing-ux-for-natural-user-interfaces/ | de Janeiro de 2016

http://whatis.techtarget.com/definition/natural-user-interface-NUI | de Fevereiro de 2016

http://www.xbox.com/pt-BR/Kinect/Kinect-Effect | de Fevereiro de 2016

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s